CRÉDITOS FOTOGRÁFICOS:
Pedro Lobo - Fotografia

Equipa
Ding Dong Studio
Escritório Sagrada Família
Escritório Baixa
Say My Name
Suite Hotel Ribeira
Casa S. Paulo
Casa Praia
Casa Golf
Apartamento Boavista
Casa Rio
Apartamento Central Park
Penthouse Marginal
Apartamento Montevideo
Casa Vale do Lobo
Apartamento Pinhais
Casa Blue Jeans

João Bessone - Fotografia

Festa das Mesas 2014
Radio Palace
Dulcineia Bar
Ding Dong Store
Festa das Mesas 2019

António Pinto - Fotografia

The Arc

António Moutinho - Fotografia

Festa das Mesas 2018

Montse Garriga - Fotografia

Casa Teatro
Casa Miramar
Casa Restelo

Bruno Nacarato - Fotografia

Ding Dong, a Viagem

Tapeçarias Ferreira de Sá

Lisbon Roots

PROPRIEDADE INTELECTUAL

O conteúdo do site está protegido pelos direitos de propriedade intelectual, incluindo os direitos de autor e marcas registadas.

WEBSITE

Fuel Lisboa

LOCALIZAÇÃO
Lisboa, Portugal

 “DREAM LISBOA”

THE FUTURE IS TAYLOR MADE

 

Never forget that what becomes timeless was once truly new

Nicholas Ghesquière

   

Dulcineia Bar

  1953, Lisboa. O Santa Maria faz a sua viagem inaugural rumo à América do Sul. Na parede de um dos bares está um tríptico em madeira polido a ouro. O tríptico é mais do que um detalhe, ele contribui para o desenho do todo. Hoje, é parte de um todo diferente. Tão pertinente como há mais de meio século é, para nós, intemporal. Assim surge este bar de um Hotel perdido numa qualquer rua de Lisboa no qual a História das coisas está sempre presente sem, no entanto, as ancorar ao passado. O resultado é mais que um conjunto de camadas, é um projecto Taylor Made no qual o novo acrescenta ao antigo e o antigo acrescenta ao novo, na procura de que cada um confira ao outro algo que os faça perdurar no tempo.
LISTA PROJETOS
DULCINEIA BAR
LOCALIZAÇÃO
Lisboa, Portugal

 “DREAM LISBOA”

THE FUTURE IS TAYLOR MADE

 

Never forget that what becomes timeless was once truly new

Nicholas Ghesquière

   

Dulcineia Bar

  1953, Lisboa. O Santa Maria faz a sua viagem inaugural rumo à América do Sul. Na parede de um dos bares está um tríptico em madeira polido a ouro. O tríptico é mais do que um detalhe, ele contribui para o desenho do todo. Hoje, é parte de um todo diferente. Tão pertinente como há mais de meio século é, para nós, intemporal. Assim surge este bar de um Hotel perdido numa qualquer rua de Lisboa no qual a História das coisas está sempre presente sem, no entanto, as ancorar ao passado. O resultado é mais que um conjunto de camadas, é um projecto Taylor Made no qual o novo acrescenta ao antigo e o antigo acrescenta ao novo, na procura de que cada um confira ao outro algo que os faça perdurar no tempo.
DING DONG