CRÉDITOS FOTOGRÁFICOS:
Pedro Lobo - Fotografia

Equipa
Ding Dong Studio
Escritório Sagrada Família
Escritório Baixa
Say My Name
Suite Hotel Ribeira
Casa S. Paulo
Casa Praia
Casa Golf
Apartamento Boavista
Casa Rio
Apartamento Central Park
Penthouse Marginal
Apartamento Montevideo
Casa Vale do Lobo
Apartamento Pinhais
Casa Blue Jeans

João Bessone - Fotografia

Festa das Mesas 2014
Radio Palace
Dulcineia Bar
Ding Dong Store
Festa das Mesas 2019

António Pinto - Fotografia

The Arc

António Moutinho - Fotografia

Festa das Mesas 2018

Montse Garriga - Fotografia

Casa Teatro
Casa Miramar
Casa Restelo

Bruno Nacarato - Fotografia

Ding Dong, a Viagem

Tapeçarias Ferreira de Sá

Lisbon Roots

PROPRIEDADE INTELECTUAL

O conteúdo do site está protegido pelos direitos de propriedade intelectual, incluindo os direitos de autor e marcas registadas.

WEBSITE

Fuel Lisboa

LOCALIZAÇÃO
Estoril, Portugal

Memória

“(…) Quando estes projetos são expostos, é como se trouxesse para a luz (de um espaço expositivo) histórias e memórias da cidade, perdidas e esquecidas no tempo.

Filipe Cortez, Maio de 2018

 

Também de histórias e memórias vive este espaço. Queríamos que todos os elementos que o habitam nos transportassem para um outro ambiente, no qual não estamos fisicamente: o atelier de Filipe Cortez; uma série de televisão dos anos sessenta; um Palácio no Estoril nos anos trinta.

Começou pelo chão. Com ele, trouxemos os gestos de tinta de Filipe. As cadeiras, de Vladimir Kagan, levam-nos à atmosfera de Star Trek e a um futurismo de outros tempos. As paredes, a janela e a Natureza Morta na parede despertam-nos para uma realidade atemporal. Os tecidos, o sideboard, o uso de materiais naturais, a cor, as texturas e o calor das velas, conferem a este espaço uma sofisticação depurada.

Tudo isto resulta numa estranha mescla de sensações criadas pela presença de elementos que, à sua maneira, representam diferentes tempos e espaços.

PROJETO INFO
FESTA DAS MESAS 2019
LISTA PROJETOS
FESTA DAS MESAS 2019
LOCALIZAÇÃO
Estoril, Portugal

Memória

“(…) Quando estes projetos são expostos, é como se trouxesse para a luz (de um espaço expositivo) histórias e memórias da cidade, perdidas e esquecidas no tempo.

Filipe Cortez, Maio de 2018

 

Também de histórias e memórias vive este espaço. Queríamos que todos os elementos que o habitam nos transportassem para um outro ambiente, no qual não estamos fisicamente: o atelier de Filipe Cortez; uma série de televisão dos anos sessenta; um Palácio no Estoril nos anos trinta.

Começou pelo chão. Com ele, trouxemos os gestos de tinta de Filipe. As cadeiras, de Vladimir Kagan, levam-nos à atmosfera de Star Trek e a um futurismo de outros tempos. As paredes, a janela e a Natureza Morta na parede despertam-nos para uma realidade atemporal. Os tecidos, o sideboard, o uso de materiais naturais, a cor, as texturas e o calor das velas, conferem a este espaço uma sofisticação depurada.

Tudo isto resulta numa estranha mescla de sensações criadas pela presença de elementos que, à sua maneira, representam diferentes tempos e espaços.

DING DONG